Sara F.

Sara, uma excepção à regra (como qualquer outra mulher). Gargalhada alta e debochada, andar firme e ideias abertas. Um tanto ou quanto insegura. É pensamentos, sonhos e ambições. É cozinha, sabores e formas. Talvez gostasse de usar mais a razão e não tanto o coração como guia… Ou talvez não! Assumi-me como uma aprendiz em tudo na vida. E o que eu gosto mesmo é de andar por aí… Descalça ao lado de um vinho bom.

1. Qual a característica que mais marca a tua feminilidade?
Ser mulher, em toda a sua complexidade.

2. Se esta sessão tivesse banda sonora, que música escolhias?
Cage the elephant – Cigarett Daydreams

3. Enquanto estavas a ser fotografada, pensaste em algum momento ou em alguém em especial?
Sim, pensei em tudo. Em momentos que por consequente levaram me a pessoas. Pensei em ti. Se ias gostar. Pensei em mim. Se eu ia gostar … E lembro-me de pensar que se não descontraísse acabaria por não fazer esta “viagem”

4. Ao olhar para as tuas fotos, o que mais gostas de ver em ti?
Não estava à espera de me ver assim. A naturalidade e a forma como consegui expor o meu corpo, não é habitual sentir me à vontade com ele.

5. Existe uma foto preferida? Se sim, qual e porquê?
Sim, há! Estou a fumar, com o cabelo mal apanhado, a rir-me e com os olhos quase fechados. Sou eu..a Sara!

6. Qual a sensação de ver o resultado final da sessão?
Ups… Sou mesmo eu?? Não sei se és tu (Miguel) que tens o dom de nos transformar, ou se sou eu que não me vejo assim. Obrigada. Obrigada por nos mostrares através da tua perspectiva as formas, o corpo, o olhar e a simplicidade complexa daquilo que nos define. Mulheres.

 





Recent Portfolios