Bárbara O.

Há muitas coisas que poderia dizer sobre mim, sobre a aventura que sempre foi a minha vida e que fazem a pessoa que sou hoje: sou a Bárbara Oliveira, tenho 23 anos e moro no Porto. Considero-me apaixonada por coisas simples, pelas artes plásticas, pela natureza, por Arquitectura. Adoro viajar e conhecer novas culturas. Sou uma pessoa extremamente calma e um pouco tímida demais, embora às vezes perca um parafuso! A fotografia também faz parte da minha vida e a máquina fotográfica vem comigo para onde quer que vá. Este lado da câmara em que me mostro neste desafio do meu amigo Miguel também não me é completamente estranho… há uns anos atrás andámos pelo Porto a tirar fotografias, cada um do seu lado da câmara. Encontramo-nos novamente para esta sessão Off The Record.

1. Qual a característica que mais marca a tua feminilidade?
Um olhar vale mais que mil palavras. Faz parte da minha personalidade manter o mistério sobre quem eu sou, não me consigo revelar a qualquer pessoa porque sou tímida. Sorrir.

2. Se esta sessão tivesse banda sonora, que música escolhias?
A música Brilha, da Márcia.

3. Enquanto estavas a ser fotografada, pensaste em algum momento ou em alguém em especial?
Nem por isso… fui pondo a conversa em dia com o Miguel, porque já não o via há algum tempo e então estava sempre a tentar não me rir com a conversa e a tentar concentrar-me no movimento que tinha que fazer para a fotografia ficar bem.

4. Ao olhar para as tuas fotos, o que mais gostas de ver em ti?
A leveza e a delicadeza das fotos, do “semi-nu” retratado como se fosse um quadro. Mostra realmente a minha personalidade e sensibilidade pela forma como a fotografia é tirada.

5. Existe uma foto preferida? Se sim, qual e porquê?
Normalmente consigo escolher uma fotografia favorita mas desta vez tenho algumas… adoro as que estou na janela com o lençol por exemplo (que foram as últimas)!

6. Qual a sensação de ver o resultado final da sessão?
Adorei claro! É muito bom mostrar um pouco mais de nós de uma forma, a meu ver, completamente respeitadora. Daqui a uns 10 anos temos que repetir!

 





Recent Portfolios